Browsing Category

CORRIDAS

CORRIDAS lifestyle

FAMILY RUN – #GERAÇÃOSMART

6km na Maratona também é especial!

Para a minha felicidade, recebi um convite lindo para participar da Family Run Smart Fit na Maratona do Rio. Confesso que dei pulinhos de alegria por receber esse convite, não só pelo evento em si, mas por toda a alegria que um convite desse representa para mim. Acho que para quem trabalha com blog, vai entender!

Fui eu lá, feliz e contente, com a minha amiga que na maioria das vezes é a minha companheira de corrida e me dá sempre aquele gás para não parar. 💛Gente, fiquei um mês parada, desandei a minha alimentação e a minha perna está sentindo demais, mas nem penso em parar no meio do caminho, vou indo com dorzinha chata mesmo, mas vou até o fim!

Como toda MARATONA e sua estrutura maravilhosa, essa não foi diferente. Uma organização exemplar e uma energia contagiante que envolve todo mundo. E se você repara, as coisas vão acontecendo em demanda, pois quem termina a prova de 6k, vai bater palma para quem fez a meia e quem termina a meia, vai acompanhar a chegada do amigo que está na Maratona, isso é bem lindo de se ver!😍

+LEIA MAIS: Move4cancer – corrida com propósito! 

O clima que as corridas dão é de alegria, mas uma Maratona, tem todo um glow especial que eu não sei explicar! Como vocês sabem, a corrida é algo importante na minha vida e me dá muita felicidade abordar esse assunto por aqui.

Hoje eu acabei não conseguindo encontrar a outra galera que conheço e até mesmo o pessoal da Smart Fit (leia-se: cheguei no aço, obrigada METRÔ), que tinha um pelotão lindo marcando presença, mas correu tudo certo, consegui participar e concluir a prova e fiquei muito GRATA a Deus por isso!

Sorriso de quem conseguiu! ;D

Foto oficial da medalha no meu insta!

E para quem sempre me pergunta, sobre começar a correr e o que fazer, digo e repito, JUST DO IT! Se você não começar e se esforçar, nunca vai sair do lugar. Vai que um dia você consegue e não esquece sempre de me procurar nas redes sociais que eu vou te ajudar no que puder!

Mais uma vez, obrigada Smart Fit, pela oportunidade e estou escrevendo esse post para sempre ter guardado comigo esses momentos importantes!

 

 

CORRIDAS lifestyle

MOVE4CANCER – CORRIDA E CAMINHADA EM APOIO A PREVENÇÃO DO CÂNCER!

Move 4 Cancer – uma corrida com propósito!

Quando a Dani me convidou para participar dessa corrida, fiquei muito feliz, pois vi a causa que essa corrida busca.
Foi uma corrida bem família, com pessoas de várias idades e com o principal objetivo de conscientizar as pessoas para a busca constante em se prevenir contra o câncer.
Se você ainda não conhece, vou deixar aqui um breve resumo da importância desse movimento.

Somos um movimento norteado pela crença de que as atitudes dos indivíduos são ferramentas poderosas para impulsionar a solução dos problemas enfrentados por aqueles que atuam na área da saúde, especificamente na área oncológica, mediante adoção de uma postura pró-ativa e positiva que tende a contagiar as pessoas.

Somos movidos pelo desafio de prover os recursos necessários para vencer os diversos tipos de câncer, promovendo uma nova plataforma de arrecadação e visibilidade que garanta a contínua atuação do Instituto de Câncer Dr. Arnaldo – ICAVC. (com atendimento realizado pelo SUS – Sistema Único de Saúde)

É disso que o MOVE4CANCER é feito. Ele se constitui da vontade e do desafio de engajar toda a sociedade no mesmo sentido de seu movimento, contando com o apoio de artistas, formadores de opinião, veículos de comunicação e companhias da iniciativa privada como propagadores de mensagens simples, diretas e transformadoras.

O movimento foi criado pela Pratike Social Marketing; o logo, elaborado por setas vermelhas, símbolo universal do movimento, foi estilizado pela designer Cris Mônaco em benefício do Instituto de Câncer Dr. Arnaldo – ICAVC.

Felizmente, não tenho e não tive casos na minha família sobre essa doença que é perigosa e diversas vezes silenciosa e devastadora, mas acho muito importante termos consciência dos nossos hábitos e das nossas atitudes diárias para termos uma vida mais saudável, por isso, quando aceitei esse convite, não foi apenas por ser mais uma corrida e mais uma medalha, mas por ser a corrida, a MEDALHA e o peso que ela carrega.

Para se prevenir, você não precisa ter muito esforço, mas uma sequência de mudanças diárias já faz diferença, tais como:

  • Alimente-se bem
  • Pratique atividades físicas
  • Controle o seu peso
  • Amamente
  • Faça exames preventivos e periódicos
  • Use protetor solar
  • Evite o consumo de álcool
  • Vacine-se contra o HPV

Seguindo essas dicas, já ajuda bastante na prevenção dessa doença. E como o evento do Rio já passou, se você é de São Paulo e quer participar, as inscrições para a corrida e para a caminhada, ainda estão abertas no site e acontecerão no dia 13 de agosto no Parque Ibirapuera, então vai lá garantir o seu kit!

Eu e Dani Germano

Galera que participou!

Papi também correu!

Você também pode contribuir  pelo site, realizando doações para que o atendimento que é feito pelo SUS continue e que os pacientes tenham acesso ao tratamento oncológico, além de contribuir para aumentar  estoque de medicamentos e levar o tratamento para mais pessoas.

+ Mais informações pelo site: Move4cancer

CORRIDAS lifestyle

Corrida por Dani Germano | #runlikeagirl

Você ainda não sabe se a corrida é para você? Confere o #runlikeagirl de hoje! 

Para quem ainda não reparou, uma das principais categorias aqui do blog é a corrida e eu resolvi criar o RUN LIKE A GIRL não só para compartilhar as minhas histórias dentro da corrida, mas para também sempre tentar trazer inspirações para vocês de pessoas reais, que começaram com dificuldade mas que hoje estão super ativas por conta desse esporte maravilhoso.

Como já contei a minha história nesse post aqui, comecei a pensar em convidadas(os) – sim, porque  não teremos só mulheres mas homens também – para falar um pouco da sua história com a corrida, como foi o começo, quais foram as dificuldades, enfim, para poder dizer o que deu certo e o que deu errado e dar dicas para quem quer se jogar nesse esporte.

Como essa mulher linda também me incentivou uma vez – na corrida do MC Donalds em 2013 – resolvi começar por ela que hoje em dia está com um blog lindíssimo e super na ativa em vários esportes, sendo eles, corrida, natação e muay thai, ela é a Dani Germano. (vem pra cá! – kkkkkk , brincadeira)

Dani Germano é uma carioca de 25 anos, que tem um cabelo de sereia e AMA esportes. Faz várias campanhas que envolvem esporte e já correu em solos argentinos. Já tem bastante história para contar e aceitou o meu convite para essa mini entrevista aqui do blog. Segura o fôlego e confere aí!

1 – Como conheceu a corrida? Quem ou o que te apresentou para esse esporte? 

Eu descobri a corrida numa época em que precisava muito de uma válvula de escape. Na época, estagiava num lugar um tanto quanto complicado e acabava levando “alguns muitos” problemas para a minha própria vida. No meio de um caos, fui ao shopping, comprei um tênis, um top, um short-saia e uma blusa – fiz questão de dizer ao vendedor que queria sempre “o mais barato” – e, assim que cheguei em casa, me inscrevi na corrida da Sephora, diga-se de passagem, a inscrição mais cara da minha vida, mas que valeu muitíssimo a pena. 

Três semanas me separavam da largada da prova que tinha um percurso próximo a 7k e, claro, acabei andando boa parte – além de ainda não ter dado tempo do meu corpo entender o que significava correr, estava um calor absurdo.

2 – A partir de quando você começou a se dedicar totalmente? 

Depois da primeira prova, participei de muitas, muita e muitas provas de 5k. Mais de 30. Eu corria, ao menos, uma prova a cada fim de semana e, não, eu não estou exagerando. Um ano depois, decidi que estava chegando o meu momento; que foi correr uma Meia Maratona, então, junto a minha assessoria esportiva da época, comecei a me dedicar por completo e a seguir fielmente uma planilha de treinos, mas só percebi mesmo o quanto eu já era apaixonada por correr nos 18k da primeira Meia que participei.

3 – Quais os benefícios que a corrida te trouxe?

Eu, sinceramente, não entendo quem corre pra caramba e enxerga na corrida apenas uma maneira de se manter em forma fisicamente. Se, por exemplo, eu corro e perco mil calorias, com certeza, minha caixola agradece de dez mil maneiras diferentes! Óbvio que o gasto calórico pode ser bem grande, mas a corrida foi capaz de mudar o meu eu e a minha maneira de me relacionar comigo mesma. Sério, eu vou correr com 10 problemas para resolver e volto com 20 soluções. A matemática da corrida é linda demais! 

4 – Como é a sua rotina de treinos? 

Estou me preparando para participar do meu primeiro aquathlon – 1k de natação + 5k de corrida. Nenhuma distância assustadora, mas haja fôlego para conseguir encaixar maravilhosamente as duas modalidades, uma seguida da outra.  Então, contando com o apoio da assessoria esportiva Webtreino, treino quatro vezes por semana corrida e três vezes por semana natação. Às vezes, ao invés de ter um treino longo de corrida no fim de semana, tenho um treino de transição entre corrida e natação. Além disso, segundas, quartas e sextas,  bato ponto na Rio Fighters e também treino Muay Thai. Com a luta aprendi que sempre posso fazer muito mais força! 

5 – Qual a sua inspiração para a corrida? 

Desafios. Sou apaixonada por desafios e, por isso, vivo me desafiando, mas nada é mais inspirador que aquela pessoa que persiste em correr, que não deixa um sobrepeso ser argumento pra continuar sem correr. Eu sou completamente apaixonada por quem está começando! 

Velocidade, definitivamente, não me inspira. Acho legal, mas não muda minha vida! Eu não consigo me inspirar no cara mais rápido do mundo simplesmente pela sua rapidez. Existem coisas muito, muito mais relevantes que isso!

6 – Já teve alguma experiência ruim na corrida? 

Na primeira corrida que participei em Buenos Aires, a Maratón de Buenos Aires 21K, tive a companhia de uma fascite plantar alucinante. Fui pra Buenos Aires cheia de kinesio no pé, completei a prova chorando – sem ser de emoção! – e trouxe na bagagem uma fascite plantar aguda que acabou me obrigando a ficar quatro meses sem correr. Durante os quatro meses, me culpei muito por ter participado da prova já lesionada, mas me pergunta se eu faria  tudo de novo agora? Sim, faria, mas claro que já dei um jeito de voltar a Buenos Aires para completar uma prova bem! No fim do ano passado, deu RP nos #quinzek em solo hermano. Dessa vez, a ideia é melhorar o meu próprio recorde nos 15k da Venus, que vai acontecer no Rio no dia 24 de setembro. 

7 – Quais as dicas você pode dar para quem quer começar a correr? 

Vai com calma! Nem pense em pular etapas e, acredite, correr 5k é tão incrível quanto correr uma Meia – e também acredito que seja tão incrível quanto correr uma Ultramaratona, mas ainda não posso falar isso! – e, se você conseguir correr a pace 3′, não menospreze quem corre a pace 10′, afinal, 1k é 1k pra todo mundo – e o certo era a gente nem precisar lembrar isso, né?! Não gosta de correr? Mexa-se da maneira que quiser, mas esteja sempre em movimento! O esporte é capaz de mudar a vida! 

 E então? Já está pegando seu tênis e vestindo sua roupa para sair correndo né? Então faça isso! E não esquece de me marcar pois eu vou adorar  ver vocês se mexendo!

CORRIDAS lifestyle

CANELITE – o que é?

Quem também sofre com canelite?

Se tem uma coisa que eu descobri depois que comecei a correr rotineiramente foi uma coisa bem chata, chamada canelite.

A canelite nada mais é que uma inflamação na tíbia (ou canela) e é causada pelo esforço excessivo dos músculos ou tendões, da perna ou panturrilha. Normalmente aparece quando ficamos empolgados com a corrida e acabamos pegando pesado, aumentando a intensidade e distância de um treino.

Foi o que eu fiz, já estou fazendo os meus 10km e tentando diminuir meu pace, mas ainda não tratei essa lesão e pode ser perigoso. Sem contar que ainda estou um pouco acima do meu peso que também não é muito legal, pois quando corremos, nossa perna sustenta quase que o dobro do nosso peso e fica super sobrecarregada.

Quando eu identifiquei que isso não vai sumir sozinho, comecei a procurar e até fui em médicos que me recomendaram de cara a troca do tênis e foi o que eu fiz. Eu estava com um tênis para quem tem pisada neutra e eu precisava de um para pisada pronada (infelizmente), então já troquei e senti sim um pouco de diferença.

Quando eu vou fazer longão, nos primeiros 3km eu sofro bastante, pois as pernas começam a ficar pesadas e muito doloridas, mas não com uma dor na canela e sim do joelho pra baixo, no geral. Normalmente eu diminuo o ritmo e continuo correndo, com isso depois de um tempo passa, vem aquele pico de endorfina e eu fico feliz até o final.

Quando eu chego em casa que o problema acontece, simplesmente as minhas pernas voltam a doer o dobro do que estava antes e nem com a mudança do tênis tem melhorado, então, precisa ter o cuidado diário com essa região.

Comprei então o Biofenac e estou aplicando pelo menos umas 3 vezes na canela e fazendo compressa de gelo.

O tênis que eu estava usando antes, era o Pegasus Zoom All Out da Nike, que tem uma pisada neutra e não sei se era adequado para mim. Na verdade, eu preciso fazer um educativo de corrida, pois tenho certeza que em diversas vezes eu relaxo e acabo correndo errado, então, nem sempre o problema pode ser do tênis, mas sim, nosso!

O problema desse tênis era que eu não conseguia passar dos 6km na corrida, pois nesse período a dor já começava a ficar muito forte e eu tinha medo de me lesionar. Outro porém é que eu corro no asfalto e é o pior tipo de lugar para correr, pois tem um impacto muito maior, mas não tem jeito né? Minha corrida é de rua e não tem sempre uma grama fofa para você correr.

Depois que mudei para o Lunarglide 7, consegui, alcancei os meus tão esperados 10km, na verdade duas vezes! Eu ainda não contei certamente com esses 10km pois eu não vi o número redondo ainda, mas meu marido disse que conta (eu fiz 9,7km kkkkk).

Percebi que com esse tênis, não estou tendo tanta dor assim, mas também não estou conseguindo passar dessa faixa dos 10km.

Bom, não estou aqui para falar de tênis, mas para compartilhar um problema que é comum para muita gente e que tem solução, antes que fique mais grave.

No meu caso eu continuo fazendo as compressas de gelo e aplicando bastante aerosol antiinflamatório na região da canela e tem resolvido, também procuro fazer exercícios para a perna, beber bastante água e me alimentar bem, além de reduzir os treinos.

Então, se você também está tendo esses problemas na hora de correr, procure um médico e comece a fazer os tratamentos adequados para essa região, tenho certeza que fazendo tudo certo, esse problema pode ser evitado e não se agravar ainda mais.

Não esquece de deixar o seu comentário aqui abaixo sobre a sua experiência e o que funcionou para você.

CORRIDAS lifestyle running SAÚDE

COMO COMEÇAR A CORRER? MINHA HISTÓRIA!

O post de hoje vai ser um pouquinho diferente! Muita gente me acha meio doida por gostar de corrida, então decidi falar sobre como eu comecei a correr!

Uma grande parte disso, vem por influência do meu pai. Ele corre desde que eu me entendo por gente e sempre fez por gostar do esporte, pelo menos eu acho!
Em toda a minha infância eu nunca vi o meu pai correr com o principal objetivo de ganhar dinheiro, se fazia, não transparecia.

Desde novo ele tem esse esporte como principal em sua vida e não é pra menos, faz muito bem para a saúde e para a cabeça.
Mas não estou aqui para falar do meu pai e sim, de mim!

Comecei a fazer treinos bem nova com ele, mas confesso que achava um saco ter que ficar correndo igual uma louca na rua (desculpa, pai! 😑).
Como tudo que acontece na nossa vida e só damos valor quando ficamos mais velhos, eu só fui pegar gosto mesmo por correr, agora, com 26 anos.
Cheguei a participar de algumas corridas de rua, algumas fui até convidada, mas deixava de lado logo depois e focava em qualquer outra coisa.
O fato, que eu sempre ignorei, foi que a corrida não fazia só bem para o meu físico e sim para a minha mente.

2013: Minha primeira corrida de rua e meu pai correndo uma corrida feminina comigo! (fui convidada pelo Mc Donalds) * 2014: Outra corrida que eu amei participar e me inscrevi por conta própria. Ps: Amoo essa foto! * 2015: Minhas corridas noturnas que amo! * 2017: Voltando com tudo para as ruas!! 
Um dos maiores conselhos que dou agora, para quem me fala que quer emagrecer, é correr! 
A minha situação ficou tão extrema que eu cheguei a me matricular em uma academia, fiquei um mês e saí por não aguentar ficar parada no mesmo lugar, correndo em uma esteira! ISSO NÃO ERA PRA MIM!

E quando eu digo que a corrida faz bem para a mente, vem do fato de eu ser uma pessoa extremamente ansiosa, mas quando eu faço a minha playlist e vou para a rua, esqueço todos os meus problemas, esvazio a minha mente e me concentro apenas na minha respiração.
É quase uma meditação, não é? 

Enfim, vim aqui trazer um relato de uma das coisas que vai se tornar recorrente aqui no blog, até porque, aqui é o lugar que eu quero deixar guardada todas as minhas experiências e lembranças!
E se você já pensou inúmeras vezes em começar a correr e nunca saiu do lugar por achar que não sabe ou porque as pessoas vão ficar te julgando no meio da rua, só digo uma coisa: JUST DO IT!